Interessados têm até as 23h59 de 2 de março para se inscreverem. Certame oferece 1.000 vagas divididas entre os cargos de delegado, escrivão e investigador.

Terminam na próxima sexta-feira (2) as inscrições para o concurso da Polícia Civil da Bahia. O processo seletivo oferece 1.000 vagas divididas entre os cargos de delegado, escrivão e investigador.

A remuneração inicial para delegados, com regime de trabalho de 40 horas semanais, é de R$ 11.389,96. Já investigadores e escrivães têm remuneração inicial de R$ 3.915,85, em regime de 40 horas semanais.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet, no site da Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho (Vunesp).

A taxa de inscrição é de R$ 160 para quem vai disputar vaga para delegado, e R$ 140 para quem for concorrer aos cargos de investigador de polícia ou de escrivão. Mais detalhes sobre o concurso podem ser conferidos no edital.

Requisitos

O candidato à vaga de delegado precisa ter diploma de conclusão do curso de bacharelado em Direito, registrado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

Já para os cargos de investigador ou de escrivão, é exigido diploma de conclusão de curso superior em qualquer área, também registrado no MEC. Para os investigadores, é preciso possuir também Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida, categoria B, no mínimo.

Das 880 vagas para o cargo de investigador, 572 serão para ampla concorrência, enquanto 264 são reservadas para candidatos negros, conforme a Lei Estadual 13.182/2014, que garante 30% do total para a para cota racial. Outras 44 vagas de investigador serão reservadas para pessoas com deficiência, de acordo com a Lei Estadual 12.209/2011.

Para delegados, vão ser 53 vagas para ampla concorrência, 25 para negros e quatro para pessoas com deficiência. Já para escrivães serão 25 para ampla concorrência, 11 para negros e duas para pessoas com deficiência.

Saiu o edital! Foi divulgado no Diário Oficial desta sexta-feira, 19 de janeiro, o edital de concurso> da Polícia Civil do Estado da Bahia (Concurso PC BA 2018) para o preenchimento de nada menos que 1.000 vagas. As oportunidades são destinadas aos cargos de Delegado de Polícia (82), Investigador de Polícia (880) e Escrivão de Polícia (38). A Fundação VUNESP tem a responsabilidade do certame.

A ascensão de um modelo territorialista do narcotráfico carioca, aliada a peculiar interação de históricos fatores sócio-políticos, exerceu primordial influência na elevação da criminalidade infanto-juvenil associada a essa modalidade delitiva e demais atividades criminosas afins.
Nesse cenário, o estabelecimento de uma política criminal extremamente repressora, com viés unicamente combativo e embasada na imaginária personificação de um inimigo de estado, fomenta a criação de um arcabouço normativo-penal expansionista, cultuado pela coletividade como legítimo instrumento de pacificação social.
Por outra via, em contraposição a essa metodologia simbólico-punitivista, os discursos abolicionistas entram em cena, a partir da exortação a tendências não-proibicionistas, como balizadoras da justiça social diretamente vinculadas a cláusula geral da dignidade humana...

Pagina 2 de 5